14 janeiro 2015

A Culpa É Das Estrelas, O Filme Que Emocionou Milhões no Cinema e Você Precisa Ver !

                                     

  O filme foi aos cinemas em junho do ano passado, e se você ainda não assistiu é melhor pegar a cadeira e correr para procurá-lo! Dirigido Josh Boone, estrelado por Ansel Ergot como Augustus Waters, Shailene Woodley como Hazel Grace e Nat Wolff como Isaac. Tendo ainda a participação de
Laura Dern como Frannie Lancaster, a mãe de Hazel, Sam Trammell como Michael Lancaster, o pai de Hazel, Willem Dafoe como Peter van Houten, o autor do livro que Hazel mais gosta.                                                                                             A temática do filme o amor trágico é bem abordado durante quase todo o filme, principalmente em várias das falas de Hazel que constantemente força-se a lembrar de que a qualquer momento pode morrer e segundo ela é sua missão fazer o menor número de vítimas possíveis. A jovem Hazel conhece o Augustus em uma das reuniões do grupo de apoio a pessoas "como ela" , pois é assim que seus pais e outros gostam de chamar, na minha opinião é uma das cenas mais engraçadas de todo o filme e é realmente essa, onde Patrick como no livro canta uma música super engraçada sobre estar no coração literal de Jesus e ele também conta sobre como um câncer nos testículos o fez perdê-los.
      Falando sobre a semelhança com o livro, o filme faz questão de se parecer ao máximo com o livro e isso é uma dádiva nem todos os diretores de filmes se dão este trabalho. Mais para frente do filme podemos claramente perceber o envolvimento de Hazel e Augustus e como ambos os pais de Hazel reagem a esta amizade, entre esta amizade/amor reprimido se encontram os problemas como as discussões de Hazel e Gus por conta de ele insistir no amor e ela o afastar por não querer causar dor a ele e a sua internação por conta da doença.
      Durante o decorrer da trama ele tenta convencê-la de que nada os impede de amar e acaba a convencendo em uma viagem a Amsterdã, uma das coisas mais legais deste filme também é a fotografia, os atores e o cenário parecem conversar e fazer parte um do outro o que deixa cada cena com um ar especial, além de lindas.  Falando sobre os atores, suas atuações são maravilhosas eles realmente se envolvem com o personagem e deixam fluir, trazendo ao filme um ar mais natural a tudo.      Uma das cenas mais bonitas e mais emocionantes sem dúvida é a cena do beijo na casa de Anne Frank, onde tudo parece conversar e ser mais dramático, como a subida das escadas por Hazel e os olhares antes do beijo. Todo o filme ocasiona em cada um um misto de alegria,tristeza, tudo é montado para que assim seja, até certa parte do filme tudo te fará rir, mas depois você se sente triste e vai ser coagido a chorar, porque a própria trilha sonora do filme torna os momentos mais empolgantes, bonitos e especiais, sinceramente eu me encantei com a trila sonora do filme, ótimas músicas e elas são postas nos momentos certos para casar com a
filmagem e com todo o enredo. Uma das cenas mais bonitas é com certeza luta de Hazel para subir as escada e o plano de fundo era as próprias palavras de Anne Frank o que fez uma diferença enorme nesta parte do filme.                                               Um ótimo enredo que não te deixa enjoado em nenhum momento, trilha sonora maravilhosa e fotografia/filmagem maravilhosa. Toda a combinação e a atuação magnífica de cada ator torna o momento mais especial e incrível, este filme vale cada segundo. 
    Trailer do Filme: