31 janeiro 2015

Perdida, lutando, sonhando...


   Perdida, é assim que eu me sinto, mas uma etapa da minha vida vai começar e eu tenho medo, medo, há muitas razões pelas quais eu não sei o que vou fazer depois, eu nem mesmo sei quem eu sou, eu posso saber partes do que eu quero ser, mas nada é fácil e é difícil continuar num lugar que não se pertence. A vida passa por diante de meus olhos e tudo o que sei é que quero realizar meus sonhos, mas ainda existe tantas dificuldades e dores do passado me ator mentando. 
    Recomeçar essa palavra significa tudo que eu quero fazer, recomeçar de novo, viver tudo diferente, acreditar em mim, quero realizar os meus sonhos, tenho persistência, tenho vontade e garra, mas me falta o algo eu só não sei o que... O viver tornou-se triste, o sonhar tornou-se distante pois aquilo que chegou tão perto de ser, agora mais e mais dificuldades se acumulam. Eu não sei o que quero fazer comigo depois, eu não sei o que fazer.
     Estar de volta ao começo é bom, um novo começo é maravilhoso,  mas a vida que se segue, os sonhos que chegam perto estão todos num chão e existe alguém olhando para eles, esse alguém sou eu, vivendo naquele chão e olhando os meus sonhos tentando decidir o que fazer primeiro, e como o fazer. Lutar essa é a palavra de ordem, mas como lutar se todas as adversidades se voltam para você, então você um mundo onde a maioria dos sonhos é tão simples para você e se pergunta porque eu  tinha de ter esse sonho?
    Todas as noites em sua oração  pede a Deus para mostrar o caminho por que tudo que você deseja não está nem perto de acontecer, e você vê os dias passando e a vida mudando quem você é, mas assim você continua uma sonhadora sentada no chão junto com os sonhos nas mãos, lutando contra todos e o mundo para viver cada um deles e é por isso que viver vale a pena, por que você sabe que quando chegar a hora você vai conseguir pode não ser do jeito que idealizou mas vai, e as lutas ? Elas sempre estão por aqui fazem parte de tudo e de todos, em fim na confusão da vida você aprende que não se perdeu totalmente que só está mais perto de chegar em uma solução e o caminho está turvo, mas é por ai mesmo que você chega em algum lugar, é por ai mesmo que recolhe os pedaços de você mesma, então você aprende que não podemos deixar de sonhar, por que é isso que nos mante vivos e respirando e nos aventurando a viver.