29 janeiro 2015

Questão de Tempo

         

   E se todos os momentos da vida viessem com uma segunda chance? E se quando você fizesse algo errado pudesse voltar atrás e consertar? Esse é um dos temas do filme Questão de Tempo, outro tema é as relações familiares e o amor é claro, tudo isso enquanto Tim tenta descobrir o significado de seu dom.
   A história se passa n a Inglaterra, em uma família um tanto conservadora, logo que completa 21
anos pai de Tim  revela um grande segredo que os homens de sua família podem viajar no tempo e com isso Tim de primeira acha que seu pai está delirando, mas na verdade não está após a descoberta Tim começa a usar seus poderes para consertar problemas seus com amizades, amor e qualquer coisa assim. 
   Mas ele descobre algumas regras desse dom sozinho. No verão a família de Tim recebe a prima do namorado de sua irmã e Tim sente-se atraído por ela, e faz de tudo para conquistá-la e até usa or poderes para consertar besteiras que fez para fazê-la prestar atenção nele. Passa se o verão e Tim descobre que nunca iria consegui-la então decide partir para Londres onde vai morar com um suposto amigo do pai, Harry que é dramaturgo e está com dificuldades.
    Meses depois seus amigos vão visitá-lo e eles acabam indo até um restaurante as escuras, é lá que conhece Mary e se apaixona por ela, mas como toda comédia romântica não poderia faltar muita bagunça e é o que acontece Tim usa seus poderes para salvar Harry e acaba fazendo Mary se esquecer dele e é ai que ele tem que  começar a lutar para conseguir o amor de Mary de volta, com confusão eles acabam conseguindo, mas será que a viagem no tempo pode mudar algumas coisas em sua vida sem que ele queira? 

 Essa comédia romântica é bem interessante contada pelo próprio Tim, e as vezes não há narrador.
  Os atores fazem seus papeis muito bem e isso conta como ponto para o filme, além de uma excelente fotografia, o filme apesar de poder voltar a outras épocas da vida de Tim é fluido e muito interessante pois você vai querer saber o que acontece depois e se ocorre algo de ruim quando ele volta ao presente.
  No começo da trama você não dá muito pelo filme já que a sinopse em si e o tema viagem no tempo se parece ser bobo, mas acreditem não é o que parece, esse é um daqueles filmes em que nem tudo é o que parece ser. Seu enredo não fica preso apesar de sempre voltar as mesmas ideias, e o filme se  torna bem gostoso de assistir com o tempo, da para rir muito com algumas cenas e o a narrativa acaba ficando bem leve e nada forçada.
    Com ótimos atores, fotografia perfeita e roteiro bom esse é um filme que tem tudo para te prender.
        Trailer: